sábado, 5 de fevereiro de 2011

Os 10 princípios do Ponto Cruz

Minha amiga Joanita, do fórum de bordados publicou uma explicação sobre o ponto cruz, e achei tão interessante, que transcrevo aqui.

Mas acho legal vocês conhecerem o blog dela! É só clicar AQUI.


Ponto cruz não é ponto cruzado! Os pontos têm que estar todos para o mesmo lado (o debaixo da esquerda para a direita / e o de cima da direita para a esquerda \) e na parte de trás tudo paralelo"! - alguem muito especial ensinou-me um dia!







Os 10 principios do Ponto de Cruz


1 – Todos os pontos na mesma direção. Uma maneira boa de exemplificar isso é imaginar uma calça de veludo. Este tecido tem “sentido” de maneira que se você costurar uma perna num sentido e outra noutro sentido, facilmente se observará esta diferença.


2 -  A tensão dos pontos uniforme, nem apertados demais, nem frouxos demais. Cuidado: muitas vezes a agulha utilizada é larga em relação ao tecido e tem-se a idéia que o ponto está apertado, mas na verdade é a agulha que alargou o tamanho do buraquinho.


3 – os pontos bem alinhados, penteados e não torcidos ou enrolados. Os fios devem estar paralelos uns aos outros, dando aspecto uniforme ao trabalho. É importante que o numero de fios utilizados seja proporcional à tela usada.


4 – linhas bem arrematadas e sem criar sombras, evidenciando que os fios foram puxados de um lado para outro (caminhos de linha)


5 – o trabalho bem centralizado em relação à peça bordada


6 – os outros pontos utilizados (nó francês, margarida, bainhas abertas, etc), devem estar bem feitos e harmonizando o trabalho como um todo


7 – o trabalho deve estar limpo, bem lavado e bem engomado


8 – a apresentação do trabalho deve valorizar o bordado. Ou seja, uma moldura bem colocada, um bico de crochê bem escolhido para a toalha, etc


9 – quando a peça tiver avesso visível, este deve estar limpo e perfeito, com todos os pontinhos na vertical


10 – uma aparência final bonita, fina e que se pareça com uma pintura, como se estivesse estampada no tecido e não “sobre” o tecido, como uma aplicação.

4 comentários:

Carla disse...

Lendo assim, parece tudo muito óbvio, muito fácil. Mas só a gente que borda é que sabe como harmonizar tudo isso é tão difícil. Um trabalho bem realizado de ponto cruz é resultado de um equilíbrio delicadíssimo, sem dúvida.

Joanita disse...

Olá Popola! =)

Para além de ter feito no forum também já fiz uma postagem sobre esses principios no meu blog aqui http://pontosfishinhos.blogspot.com/2010/11/o-ponto-cruz-tem-principios.html

A minha intenção é, sobretudo, mostrar que não é só o avesso dos trabalhos tem que estar perfeito... o direito também! =)

Acho bom partilhar dicas e sugestões, afinal estamos todas aqui para aprender não é verdade?!

Kiss!

Aris disse...

Passa no Blog Coisa de Mulher para participar da promoção que tem lá :-D

http://pink-maravilha.blogspot.com/

Maria Amélia disse...

Vou copiar e guardar. Achei a explicação ótima. Até hoje só bordei umas 3 ou 4 toalhinhas de mão, quando minhas meninas eram pequenas mas não consegui deixar o avesso perfeito não. bjs e uma ótima semana.